Ao utilizar este site consideramos que aceita a utilização de cookies.

A Unidade de Apoio Geoespacial no Exercício ORION17

Junho 2017

Decorreu no período de 05 a 22 de junho de 2017, no Regimento de Infantaria Nº1 em Beja, o Exercício ORION17, que contou com um efetivo de 1609 militares, dos quais 130 espanhóis, 221 norte-americanos, um oficial superior das Forças Armadas do Brasil e observadores italianos.
O exercício ORION é um exercício setorial de nível Exército, com emprego de forças até escalão Brigada e sob a forma de LIVEX. O exercício teve como cenário enquadrante uma situação de crise internacional, com as Forças nacionais enquadradas numa estrutura de comando multinacional, participando numa operação de alta intensidade e posteriormente numa operação de evacuação de civis.
O envolvimento de forças internacionais e de outros Ramos, no patamar tático do exercício, visaram sustentar a padronização de procedimentos técnico-táticos e a validação de critérios de interoperabilidade.
Participaram no exercício cinco aeronaves (um C-295, três C-130, um MV-22) e 116 viaturas ligeiras.
O exercício envolveu a Brigada de Reação Rápida (BRR) do Exército, visando sua certificação segundo padrões NATO, garantindo desta forma uma performance ao mais alto nível para o Combat Readiness Evaluation.
A Unidade de Apoio Geoespacial (UnApGeo) participou no exercício como Augmentee ao Estado-Maior da BRR, com o elemento de comando e o elemento de análise geoespacial, num total de 4 militares. Dos principais produtos elaborados para apoio do processo de decisão militar realçam-se mapas de apoio ao IPB, análise de infraestruturas críticas, identificação de padrões e análises temporais sobre informação georreferenciada (como por exemplo incidentes da ameaça assimétrica), simulações do risco de inundação a partir de duas albufeiras na área de operações, análise do impacto de contaminação química a partir de uma instalação fabril, simulações de voo a 3 dimensões sobre a área dos objetivos, identificação de possíveis zonas para antenas de comunicações. Realça-se que todos estes produtos foram disponibilizados através do geobrowser (SIGOPMIL) na rede segura do exercício.