Ao utilizar este site consideramos que aceita a utilização de cookies.

O CIGeoE participa no Programa Ciência Viva no Verão 2019

Outubro 2019

No âmbito do Programa Ciência Viva no Verão, decorreram nas instalações do Centro de Informação Geoespacial do Exército (CIGeoE), durante o verão de 2019, várias sessões dedicadas a observações astronómicas e à engenharia na produção da Carta Militar de Portugal à escala 1:25 000. 
O Programa Ciência Viva no Verão é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, desenvolvida em parceria com a Ciência Viva, para incentivar a participação pública em ações de cultura e ciência. A Ciência Viva é uma Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica que tem por missão promover a cultura científica na sociedade portuguesa, para todos os públicos, com especial ênfase nas camadas mais jovens e na população escolar. 
Desde 1999 que o CIGeoE participa no Programa Ciência Viva no Verão a par do Programa Engenharia no Verão, onde partilha a sua experiência e conhecimento, apresentando todas as fases da Cadeia de Produção da Carta Militar à escala de 1:25 000. 
Todas as sessões desenvolvidas pelo CIGeoE foram orientadas para o público geral, acessíveis a toda a população. Algumas das sessões foram destinadas em especial para crianças.
O CIGeoE dispõe de um observatório astronómico, inaugurado em 1999, o qual tem estado ao serviço da comunidade civil em algumas iniciativas de interesse cultural e científico, designadamente em sessões públicas enquadradas em atividades do programa Ciência Viva e de apoio a escola, institutos, universidades e outros estabelecimentos de ensino. Cumulativamente o observatório tem ainda apoiado outros eventos no âmbito de diversos projetos de astrónomos profissionais e amadores, tendo sido utilizado para diversas finalidades algumas das quais citadas em revistas internacionais da especialidade. Presentemente no âmbito do Programa Ciência Viva, o observatório do CIGeoE é o único observatório da região de Lisboa que se encontra aberto ao público.
Com recurso a um telescópio Celestron CG do tipo Schmidt-Cassegrain, os participantes tiveram acesso à mais vasta informação de acordo com as sessões que frequentaram. Das centenas de participantes que por ali passaram, entre as quais crianças desde os 2 anos, todos tiveram acesso a uma deslumbrante observação astronómica. Para os mais jovens, sessões específicas que incentivaram ao gosto da ciência, realizadas de forma didática e promovendo o interesse pela ciência. Estas sessões tiveram a participação de José Ribeiro e Mário Ramos (do NUCLIO – Núcleo Interativo de Astronomia), especialistas qualificados que se voluntariaram para esta iniciativa, assim como alguns militares do CIGeoE, aos quais agradecemos todo o empenhamento e disponibilidade na realização destas sessões. 
Outras notícias
  • 2019-08-07